Conheça tudo sobre múltiplas inteligências!

Autor(a):

Você já ouviu falar alguma vez sobre múltiplas inteligências? Entenda o que são, quais são e como identificá-las!

As múltiplas inteligências são o conjunto de habilidades que compreendem as inteligências do ser humano. Se apresentam de oito formas ou tipos e são raras as pessoas que conseguem desenvolver todas elas. 

Um exemplo de alguém que poderia apresentar todas as inteligências seria o gênio Leonardo da Vinci, pois ele foi matemático, engenheiro, inventor, anatomista, pintor, escultor, arquiteto, botânico, poeta e também músico.

O conceito das inteligências múltiplas foi criado pelo psicólogo Howard Gardner, na Universidade de Harvard no ano de 1983. Gardner concluiu que a inteligência humana é como um quebra-cabeça composto por oito peças, tendo todas elas o mesmo valor e importância. E essas inteligências são capacidades e habilidades que cada pessoa possui e desenvolve.

Antes dessa descoberta, existia outra teoria de Alfres Binet, a qual apresentava a inteligência dividida em duas áreas: linguagem e matemática. Com isso, Alfres criou um teste que media o quociente de inteligência, mais conhecido como QI. Dessas duas áreas de atuação sairiam as outras inteligências.

Cada pessoa pode apresentar um tipo de inteligência dominante, não sendo em vão a dificuldade dos professores em alcançar todos os alunos de uma mesma sala de aula, utilizando apenas um único método de aprendizagem. Muitas pessoas se comunicam melhor com a escrita, já outras com mídias visuais, e por aí vai.

E é por isso que a teoria das inteligências múltiplas chama a atenção de muitos educadores.

Como você aprendeu a definição das inteligências múltiplas, que tal conhecer cada uma delas?

Linguística

Essa inteligência aparece aos dois anos de idade e está ligada diretamente à capacidade de domínio da linguagem e da expressão. 

Quem possui esta habilidade tem mais êxito na hora de transmitir ideais, ensinar, convencer, negociar e motivar. Assim como a forma de analisar e interpretar ideias e informações e produzir trabalhos envolvendo linguagem oral e escrita.

Este tipo de inteligência não é apenas para escrita e oral, mas também gestual, corporal e entre outras. E quem a possui, normalmente, são profissionais como: jornalistas, escritores, cineastas, mestres de cerimônia, vendedores, CEOs e políticos.

Para saber se você desenvolveu essa inteligência basta saber se você possui algumas dessas competências:

  • gostar de ler;
  • gostar de escrever;
  • ter boa memória;
  • saber debater;
  • ter ótima verbalização.

Lógico-matemática

Esse tipo de inteligência se refere à capacidade de usar a razão para tirar conclusões, como resolver equações e provas, de ter pensamento lógico, detectar padrões, fazer cálculos e resolver problemas abstratos. Ou seja, essas pessoas dominam números, atividades lógicas e tarefas complexas.

Para saber se você possui essa inteligência, veja se se destaca em:

  • enxergar as projeções geométricas;
  • solucionar problemas matemáticos, da área da informática, química ou física.

Profissionais como mestres-de-obras, economistas, engenheiros, matemáticos, cientistas, contadores, estatísticos e analistas  dominam essas habilidades.

Cabe aos professores o papel de desenvolver essas inteligências, e para desenvolver a inteligência lógica-matemática eles podem dar aos seus alunos desafios lógicos, criar olimpíadas individuais de conhecimento, acirrar a competitividade e o trabalho em equipe com torneios de matemática e física etc.

Espacial

A inteligência espacial está ligada à percepção visual e espacial, à interpretação e criação de imagens visuais e à imaginação pictórica. Ela permite que as pessoas compreendam melhor informações gráficas, como mapas. 

Esse tipo de inteligência aparece em pessoas que:

  • possuem a criatividade aflorada;
  • bom sentido de localização;
  • facilidade com mapas, gráficos e diagramas.

Normalmente profissionais como arquitetos, cartunistas, fotógrafos, designers, escultores, inventores, artistas plásticos, navegadores, jogadores de xadrez e estrategistas, possuem essas características.

Para trabalhar essas inteligências nas escolas, é interessante o acontecimento de feiras artísticas com prototipagem de projetos robóticos e até mesmo desenvolver animações em 3D.

Corporal-cinestésica

 A inteligência corporal-cinestésica é ligada ao uso do próprio corpo para resolver problemas. Pessoas que possuem essa habilidade são reconhecidas por se destacarem em suas capacidades motoras de resolver problemas ou elaborar produtos utilizando o corpo inteiro ou parte do mesmo, ou até mesmo a expressão de sentimentos. 

Ou seja, é uma inteligência ligada ao controle de movimentos corporais, ao equilíbrio, à coordenação e à expressão por meio do corpo. E que precisa ser trabalhada quando a criança não consegue fazer atividades que exigem controle motor refinado, como amarrar cadarços, fazer o número quatro com seu corpo etc. 

Os indivíduos que se enquadram nesse grupo normalmente optam por se tornarem atletas, dançarinos, artistas circenses e cênicos, cirurgiões, mecânicos, mergulhadores, bombeiros e motoristas.

Interpessoal

A inteligência interpessoal é o desenvolvimento de empatia, ou seja, reconhecer e entender os sentimentos, motivações, desejos e intenções de outras pessoas.

Percebemos essa inteligência em pessoas com sociabilidade, cooperação, capacidade de fazer amigos, comunicabilidade. 

Pessoas assim tendem a trabalhar como terapeutas, professores, psicólogos, médicos, profissionais de RH, políticos, líderes religiosos, conselheiros, vendedores, gerentes, advogados, pedagogos e líderes, pois sabem ler nas entrelinhas o que os outros pensam e como se sentem no dia a dia.

Para aprimorar essas habilidades em jovens, por exemplo, é importante a participação em grêmios estudantis, desafios entre equipes, desenvolvimentos de games ou aplicativos que visam solucionar os pontos de dor das pessoas, entre outros aspectos relevantes.

Intrapessoal

Esse tipo de inteligência é a inteligência da autoestima, do autorrespeito e da autoaceitação e se refere às pessoas que desenvolveram um alto nível de autoconhecimento, conseguindo compreender todas as suas emoções, quais são seus valores e os ideais e o que os motiva a seguir com os objetivos traçados.

Isso faz com que os indivíduos com essa habilidade consigam conviver com suas limitações e potencialidades e foquem nas atividades que possuem maior domínio, mas sem deixar de trabalhar seus pontos de melhoria. 

Quem tem a inteligência intrapessoal têm:

  • facilidade em lidar com a maioria dos tipos de trabalho;
  • otimismo;
  • respeito a valores morais e princípios;
  • controle de vícios e emoções;

Essa inteligência pode ser aplicada a qualquer profissão, pois diz respeito ao conhecimento de si mesmo. Porém aparecem mais em profissionais como psicólogos, filósofos, romancistas, gurus e místicos.

Naturalística

É a inteligência das pessoas que se descobrem como parte integrante do mundo animal e vegetal. Ou seja, quem possui essa habilidade tem mais aflorados os seus sentidos em relação à vida na natureza. Nessa inteligência podem ser encontradas pessoas que falam com plantas. Elas se sentem parte integrante da natureza.

O tipo de aprendizagem relacionado com essa inteligência é aquele que se dá por meio do contato com a natureza, e por isso profissionais como biólogos, floricultores, agricultores, guia turísticos, geólogos, engenheiros climáticos, jardineiros e meteorologistas tendem a possuir o desenvolvimento dessa inteligência.

 Musical

Esse é um dos tipos de inteligência que é mais facilmente reconhecido. Essa inteligência está relacionada à sensibilidade que a pessoa tem para reconhecer notas musicais provenientes de qualquer tipo de objeto. 

Por conta disso músicos, compositores, DJs, cantores, produtores musicais e engenheiros acústicos tendem a possuir este tipo de inteligência.

Para desenvolver essa inteligência nos alunos vale disponibilizar instrumentos para formar uma banda, criar concursos de canto, instituir um coral etc

Muito legal conhecer as múltiplas inteligências, não é?

Com qual das 8 inteligências, você mais se identifica? 

Agora, você já sabe que se não gosta ou não se sai bem em uma determinada área não é porque você é limitado, mas porque deve ter o domínio de uma das outras inteligências traçadas por Gardner. E, como vimos, todas as pessoas são capazes, basta apenas o estímulo para desenvolver determinada inteligência!

E se você curtiu esse conteúdo, vai gostar de navegar pelo nosso blog e encontrar muitos outros assuntos interessantes!

Siga-nos nas redes sociais!

 

#insta
This error message is only visible to WordPress admins
Error: No posts found.
#facebook