Confira algumas dicas da Nova Ortografia!

Autor(a):

Por: Paola Regitan

Escrever corretamente não é importante apenas para redatores ou escritores, é necessário que todos saibamos escrever de maneira certa, pois cotidianamente precisamos da escrita, podendo ser em concurso, vestibular, e-mail corporativo, enfim, em inúmeras situações.

E como sabemos, novas regras surgiram com a elaboração da Nova Ortografia, instituída definitivamente em 2012. Por isso, nós da Universidade Ibirapuera vamos te deixar por dentro de algumas mudanças, dando algumas dicas das novas regras!!

Vamos lá!!

Em 2009 foi realizado um novo acordo ortográfico e para a adaptação das novas regras, como já dissemos, foi determinado um prazo até o ano de 2012. Esse acordo foi feito com o objetivo de uniformizar e aproximar a gramática de todos os países que têm a língua portuguesa como oficial.

Essas mudanças ocorrem principalmente na acentuação, no uso do hífen, do trema e acentuação. Que tal conferir detalhadamente as mudanças?

Trema

A trema é um sinal gráfico representado por dois pontos em cima da letra “u” cuja função era indicar uma pronúncia diferente das sílabas “que”, “qui”, “gue” e “gui”.

Na nova ortografia ela foi retirada, porém nomes próprios continuaram fazendo uso dela. Veja exemplos a seguir sem a trema:

  • Agüentar: aguentar
  • Freqüência: frequência
  • Cinqüenta: cinquenta

Hífen

O hífen é utilizado para passar a ideia de união em palavras compostas que não possuem elementos de ligação, compostos de palavras iguais ou similares, palavras com apóstrofo, palavras derivadas de nomes de lugares e para designar animais e plantas. E após a nova ortografia, o uso do hífen se reduziu. Confira: 

  • O hífen será empregado se a segunda palavra começar com “h”, se a palavra terminar com uma vogal e a seguinte for iniciada pela mesma vogal. Como por exemplo: 

          – super-herói

          – super-homem. 

         –  micro-ondas

         –  contra-ataque

  • O hífen também deixou de ser utilizado entre palavras que possuam elementos de ligação. Como:

        – cão de guarda

        –  pé de moleque

        – cara de pau

  • Agora, caso não possua o elemento de ligação o hífen continuar a ser utilizado:

                   – porta-malas

                   – vaga-lume

  • Na utilização de prefixos como por exemplo, recém, além, aquém, sem, pós, ex, vice, o hífen continua. Veja o exemplo:

                   – recém–nascido

                   – pré-vestibular

  • Nos casos em que o prefixo termina com uma letra diferente da que se  inicia e, nos casos em que a próxima palavra começa com r ou s, se tira o hífen, dobrando essas letras. Exemplo:

                   – gira-sol: girassol

                 –  para-quedas: paraquedas

                  – anti-rugas: antirrugas

Acentuação

Em relação à acentuação, as mudanças da nova ortografia ocorreram na questão dos acentos agudos e circunflexos.

  • Agudos: ocorreu a mudança em ditongos, que é o encontro de duas vogais na mesma sílaba e hiatos, onde ocorre o encontro de duas vogais de sílabas diferentes.

– Os ditongos paroxítonos abertos como “ei” ou “oi”  perderam o acento agudo. Veja o exemplo:

     Idéia:  ideia; 

     Geléia: geleia

     Platéia: plateia

-Permanece o acento em “i” ou “u” tônico sozinho na sílaba ou com S. Veja:

      Baú

      País 

  • Circunflexo: os hiatos “ee” e “oo” não recebem mais acento. Como por exemplo:

     Enjoo

     Leem

– Quando a letra “i” ou “u” forem antecedidas por um ditongo, não se usa o acento. Por exemplo:

     Feiura

     Bocaiuva

  • Acento diferencial: quando o acento agudo e circunflexo é utilizado para diferenciar a pronúncia de uma mesma palavra ele foi retirado. Porém nos casos de pôr e pôde continuar. Confira os exemplos:

               Pára: para

               Pólo: polo

               Pêra: pera

Prontinho, agora que você já sabe todas as mudanças da nova ortografia e como usá-las, pode começar a escrever sem medo!

Caso tenha dúvidas na grafia de alguma palavra, consulte o VOLP – Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa. Ele foi elaborado pela Academia Brasileira de Letras e pode te auxiliar quando não souber como se escreve uma palavra. É só digitar a palavra ou conversar enviando mensagens para os consultores

Caso você goste desse tipo de conteúdo, confira mais dicas em nosso blog!

 

#insta
This error message is only visible to WordPress admins
Error: No posts found.
#facebook