Ensino Responsável 2019 | Controle suas finanças com as nossas 5 dicas

Autor(a):

Como parte da programação do Ensino Responsável 2019, os alunos dos cursos de Ciências Contábeis e Gestão Financeira ensinaram os participantes do evento sobre a importância do orçamento doméstico, ou seja, como não entrar no vermelho.

Para você que não foi ou perdeu a atividade, fizemos uma compilação com cinco dicas práticas para que suas finanças pessoais não sejam mais um problema. Lembrando que, ao optar por cursar um dos nossos cursos, as chances de você se tornar um especialista no assunto são bem altas.

Confira mais fotos e informações:

O Ensino Responsável 2019 foi um sucesso!

Vamos lá?

O que é?

Em pesquisa realizada pelo Guiabolso, vemos que muitas pessoas já estão encontrando meios de controlar as próprias finanças, por exemplo, usando duas ou mais contas em bancos, mas estamos terminando a década com dados ainda bem desanimadores. Na verdade, você precisa se perguntar o quanto costuma ganhar e gastar durante todo o mês. Se a resposta demorou para aparecer, então precisamos mudar agora mesmo essa situação, não é mesmo? É por isso que controlar as finanças é tão importante, um hábito que precisa ser fincado em sua rotina com força total. 

Dispense as dívidas

Para você que está no vermelho, atente-se ao fato de que o equilíbrio nas finanças só existe se as dívidas forem eliminadas. Pense bem, infelizmente, todo o dinheiro que entra tem o único objetivo de zerar as dívidas… e o que sobra no fim do mês? Perceba que a situação fica bem desregulada. Então, antes de tudo, invista em renegociações ou parcelamentos. Saia do vermelho!

Conheça o seu custo de vida

Você consegue fazer uma lista de todos os custos fixos do mês? Eles são os gastos necessários, como internet, aluguel, luz, água, assinatura da Netflix…, após a listagem, faça os cálculos e encontre o valor médio. O número final é importante, ele representa o seu custo de vida atual. O valor restante já pode ser direcionado para outros custos, principalmente investimentos.

Defina metas e planeje muito

Qual quantia você gostaria de guardar? Pode ser para questões simples, como vestuário e comida, ou questões mais complexas, como terapia em clínica particular, o importante é definir bem as prioridades que tendem a surgir. Esse planejamento é ótimo e auxilia bastante no controle dos gastos.

Compare preços e economize

Não deixe que o hábito de comprar o primeiro produto da prateleira consuma a sua vida, é interessante variar os lugares sempre que o tempo permitir, avaliando o que mais cabe em seu bolso e sem esquecer a lista que você fez com os custos fixos do mês. Não existe uma regra especifica sobre a economia, mas a ideia geral é pensar sobre o que é ou não é necessário, visando o seu próprio futuro.

Fuja da impulsividade

Não adianta eliminar as dívidas e seguir as nossas dicas, mas cair na tentação de comprar por impulso. Esse ato é um dos principais inimigos das finanças pessoais, principalmente por ser um desvio sem volta de todo o planejamento mensal. Então, bateu aquela vontade de comprar um relógio de ouro recém-lançado enquanto o que você tem em casa está funcionando super bem? Espere um pouco, verifique suas listas de gastos, pense bem se é algo necessário ou não e, mesmo que esteja tudo ok, tente fazer aquela comparação de preços e negociar descontos.

Esperamos que tenha gostado!

Conheça os nossos diferenciais e inscreva-se já:

Ciências Contábeis

Gestão Financeira

#insta
#facebook
WhatsApp chat