Cursos da Universidade Ibirapuera são estrelados no Guia da Faculdade Estadão 2020

Autor(a):

Guia da Faculdade, parceria entre o Estadão e uma das principais startups da área educacional do país, a Quero Educação, analisou a qualidade de mais de 14 mil cursos superiores em todo o Brasil.

Cadastrada no Ministério da Educação, a Universidade Ibirapuera foi convidada para fazer parte do projeto. Após aceitar participar da avaliação, a instituição indicou todos os cursos superiores da modalidade presencial que estão recebendo novos alunos.

Os cursos de Administração, DireitoEducação Física (Licenciatura), Educação Física (Bacharelado) Odontologia receberam o selo de 4 estrelas.

Os cursos de Arquitetura e Urbanismo, Biomedicina, Ciência da Computação, Ciências Contábeis, Engenharia Civil, Engenharia de Produção, Farmácia, Fisioterapia e Psicologia receberam o selo de 3 estrelas.

Entenda abaixo quais foram as etapas de avaliação:

Quais foram os cursos avaliados?

Nem todos os cursos entraram no processo de avaliação. Para serem analisados, eles precisaram atender aos seguintes critérios:

  • Ter ao menos uma turma em andamento;
  • Ter a titulação de Bacharelado ou Licenciatura;
  • Ter ao menos uma primeira turma com alunos já formados (até o final do ano de 2019).

Quais foram as informações utilizadas?

O coordenador de cada curso recebeu um questionário em que pode apresentar as principais características da sua graduação, com foco em três aspectos:

  • Projeto didático-pedagógico – características da proposta de ensino do curso;
  • Corpo docente – perfil dos professores vinculados ao curso e dados quantitativos;
  • Infraestrutura – características sobre o espaço físico, materiais e equipamentos oferecidos.

Quem avaliou?

Mais de 9 mil coordenadores e professores do Ensino Superior do país se cadastraram para atuar como avaliadores do Guia da Faculdade.

Eles foram acionadas para dar notas aos cursos das suas áreas de formação e de instituições prioritariamente localizadas na mesma região do país na qual trabalham. Assim, foram convidados a dar três notas (de 1 a 5) para cada curso:

  • Para a qualidade do projeto pedagógico;
  • Para a qualidade do corpo docente;
  • Para a qualidade da infraestrutura.

Cada curso foi distribuído para a avaliação de seis professores.

Qual foi o resultado final?

O processo de tabulação dos resultados começa com o descarte da maior e da menor notas recebidas por cada curso. Das notas restantes, extrai-se a média numérica de cada curso em 2020.

O resultado numérico final de cada curso leva em conta ainda a média numérica que ele obteve no ano anterior, com os seguintes pesos:

Nota de 2020 – peso 2
Nota de 2019 – peso 1

Caso o curso não tenha sido avaliado em 2019, o resultado dele é totalmente baseado na nota de 2020.

Por fim, o resultado numérico final é transformado em estrelas de acordo com as seguintes faixas de conversão:

Entre 5 e 4,50 – 5 estrelas
menor que 4,50 a 3,50 – 4 estrelas
menor que 3,50 a 2,50 – 3 estrelas
menor que 2,50 – não-estrelado

Ao final da avaliação, portanto, os cursos são apresentados de acordo com os seguintes conceitos de qualidade:

5 estrelas (excelente)
4 estrelas (muito bom)
3 estrelas (bom)
Não-estrelado

As notas estão disponíveis no site do Estadão e da Quero Educação.

#insta
This error message is only visible to WordPress admins
Error: No posts found.
#facebook