Hoje é o Dia do Bibliotecário!

Autor(a):

Hoje, 12 de março, é o Dia do Bibliotecário.

Para comemorar uma data tão importante, entrevistamos a Wilka Santos, bibliotecária da UNIB desde 2014, que esclareceu algumas dúvidas sobre a profissão, contou um pouquinho sobre a própria trajetória na UNIB e revelou curiosidades sobre o acervo da nossa instituição.

PROFISSÃO 

Se um aluno deseja ser bibliotecário, qual curso ele deve fazer?

Ele deve fazer Biblioteconomia, um curso com duração de três anos.

Quais são as principais características de um bibliotecário?

Os livros. Todo mundo pensa que um bibliotecário precisa gostar de ler. De certa forma, é isso mesmo. Trabalhamos com a identificação dos livros, assim é necessário estar lendo o tempo todo.

Como você acha que está o mercado de trabalho para o bibliotecário?

As pessoas falam que é uma profissão que vai acabar por conta da evolução, dos computadores. Eu acredito que não, pois um bibliotecário trabalha com a informação primária, a correta e precisa.

O surgimento de e-books ou lojas virtuais para compras de livros pode afetar a profissão?

Também acredito que não. Por exemplo, a identificação e classificação de livros é realizada por um bibliotecário, independente de ser em uma loja virtual ou não.

O que você aprendeu no curso?

Além de restauro, o principal foco do curso é ensinar os alunos a classificar e indexar livros, mapas, discos e muito mais. Todas as fases de armazenar, guardar e buscar.

Como utilizar a tecnologia a favor da profissão?

Sempre estamos utilizando a tecnologia a nosso favor. Por exemplo, aqui na UNIB utilizamos o http://biblioteca.sophia.com.br, um catálogo online. Ele é o nosso software. Quanto o material chega aqui, eu classifico e o coloco no sistema. Para que o aluno faça uma busca com resultados positivos, cada informação é bem detalhada.

Além de uma biblioteca, quais são os outros lugares em que o bibliotecário pode atuar?

Tem informação e arquivos? Então, pode ter certeza que tem um bibliotecário. Por exemplo, em hospitais e escritórios jurídicos.

Existe uma fórmula para ser bem-sucedido na profissão?

Não. Por incrível que pareça, a nossa profissão está em expansão, principalmente com as novas tecnologias. Para ser bem-sucedido é preciso correr atrás dessas novidades.

UNIB

O acervo é composto por quantos livros?

No momento, a Biblioteca da UNIB dispõe de 25.880 títulos e 49.430 exemplares. Livros, monografias, artigos e teses.

Existe um espaço destinado aos trabalhos realizados por alunos?

Sim, artigos e teses com notas 9,5 ou 10 são encaminhados para a biblioteca e ficam disponíveis para consulta. Estamos agora com a implantação do Repositório Institucional, ou seja, esses trabalhos são convertidos em PDF e inseridos no sistema. Assim, o aluno pode fazer o acesso até mesmo de casa.

Quais os títulos que são mais retirados?

Os Atlas de Anatomia são empréstimos para consulta, ou seja, não podem ser levados. Então, já que muitos alunos utilizam o Laboratório de Anatomia e precisam desse material, posso dizer que eles estão na lista de mais retirados.

Além dos livros, os alunos também podem utilizar os computadores e as salas de estudo. Como acontece essa dinâmica?

Não existe controle de tempo para o uso dos computadores. É livre. Só pedimos compreensão nos períodos de prova ou entrega de matérias online para que não existam filas de espera. Como utilizamos o mesmo sinal de Wifi da instituição, os alunos também podem trazer notebooks, sem problemas.

Como funciona a orientação bibliográfica que você realiza?

As orientações bibliográficas são realizadas também pelas auxiliares da área. Funciona da seguinte forma: damos total suporte para os alunos que não conseguem encontrar um título ou precisam de ajuda na bibliografia de seus trabalhos. Muitos até já agradeceram a gente em seus TCCs.

Muitos docentes da UNIB publicam livros. Eles estão disponibilizados na biblioteca?

Os professores publicam livros e doam para a nossa Biblioteca. Logo em seguida, fazemos a catalogação e colocamos para circular.

CURIOSIDADES

Quando você decidiu que gostaria de ser bibliotecária? O amor pelos livros influenciou de alguma forma essa decisão?

Eu sempre gostei de ler, desde a época da escola. Descobri que queria ser bibliotecária, por incrível que pareça, em um capítulo da novela Malhação (Rede Globo). Uma personagem comentou sobre a profissão e foi aí que a paixão começou. Fiz diversas pesquisas relacionadas ao curso, a matriz curricular e o mercado de trabalho.

Qual é a sua relação com a UNIB?

Depois da faculdade, trabalhei por um tempo em uma livraria. Em 2014, entrei como auxiliar na Biblioteca da UNIB e, por indicação do bibliotecário daquela época, virei a nova gestora.

Na sua opinião, qual a importância de uma biblioteca na vida acadêmica das pessoas?

O aluno sempre está em busca de uma informação primária física, diretamente dos livros físicos do nosso acervo. É por esses e outros motivos que a biblioteca continua importante.

Qual é o seu livro favorito?

O meu livro favorito é aquele que foi a porta de entrada para leitura em minha vida: Olhai os Lírios do Campo, um romance do autor Érico Veríssimo.

Você faz ou pretende fazer algum outro curso relacionado a sua profissão?

Estou sempre fazendo cursos onlines para aperfeiçoar meus conhecimentos. Minha vontade é fazer uma especialização na área de Gestão para conseguir trabalhar melhor a dinâmica de minha equipe.

 

Além de Wilka Santos, a Biblioteca é formada por um equipe empenhada em cuidar dos livros e atender os alunos da melhor forma possível. São eles: Gilmara Aparecida dos Santos, Izabel Cristina Ferreira Lima, Marcelo Almeida Tavares e Taine Oliveira Araujo.

#insta
#facebook
Copyright © Todos os Direitos Reservados - Universidade Ibirapuera