Pensando em cursar Ciência da Computação, mas ainda tem dúvidas?

Autor(a):

Todos sabemos que antes de ingressar em uma faculdade é importantíssimo pesquisar sobre a instituição e sobre o curso em si. Pois essa escolha é que irá alavancar sua vida profissional ou não, deixar você feliz no futuro trabalho, ou não. Enfim, ela irá definir seu futuro profissional.

Mas fique tranquilo, porque foi pensando nisso que nós da Universidade Ibirapuera (UNIB) vamos te ajudar neste sentido, dizendo o que é o curso, como funciona, como é o mercado de trabalho e carreira.

Vamos lá!!

Ciência da Computação faz parte da área de ciências exatas, que atua no desenvolvimento de programas, estudando dispositivos, ferramentas tecnológicas e metodologias computacionais, promovendo a automatização de processos e o desenvolvimento de soluções baseadas no processamento de informações.

Essa área também abrange os protocolos de comunicação, o desenvolvimento e a implantação de softwares, assim como as técnicas de modelagem de dados. E tem uma grande importância na formalização matemática de algoritmos, que são reproduzíveis por meio de um dispositivo capaz de armazenar e manipular dados.

Essa é uma área que vem crescendo cada vez mais, pois traz diversos avanços tecnológicos e um grande impacto positivo na computação móvel, nas redes computacionais, na internet e em outros segmentos.

Tem um apreço por tecnologia e se interessou? Confira como funciona o curso de Ciência da Computação!

A graduação em Ciência da Computação possui duração de quatro anos. Pode ser do tipo bacharelado ou licenciatura e está disponível nas modalidades presencial e a distância. Conta com disciplinas práticas e teóricas para fornecer ao estudante a aprendizagem de técnicas direcionadas à resolução de problemas reais.

A grade curricular do curso é composta por matérias de matemática, fundamentos de computação, gestão, empreendedorismo, linguagens de programação, eletricidade, robótica, redes e códigos. No primeiro ano de curso são apresentadas as disciplinas básicas, envolvendo mais cálculos. 

Para concluir o curso é necessário a produção de um trabalho de conclusão de curso (TCC). E após a formação você estará apto a desenvolver softwares e aplicativos com funções básicas, sistemas de alta complexidade, como redes corporativas e de processamento de informações e, também, trabalhar em organizações de pesquisa.

As disciplinas básicas são:

  • comunicação e expressão;
  • sociedade e sustentabilidade;
  • álgebra linear;
  • legislação e ética;
  • gestão ágil de projetos;
  • empreendedorismo e inovação;
  • inferência estatística;
  • trabalho de conclusão de curso.

As específicas mais comuns:

  • banco de dados;
  • lógica e programação;
  • redes de computadores;
  • engenharia de software;
  • análise e modelagem de sistemas;
  • programação orientada a objetos;
  • estrutura de dados;
  • paradigmas de programação;
  • sistemas distribuídos;
  • modelagem e simulação de fenômenos;
  • computação gráfica;
  • robôs móveis inteligentes;
  • desenvolvimento para Big Data;
  • segurança cibernética;

Ainda está com dúvidas em relação ao curso de Ciências da Computação? Confira agora um pouco sobre a carreira de um profissional dessa área!

A primeira coisa indispensável é saber o que um profissional dessa área faz, certo? Conheça:

Algumas atividades desenvolvidas na área da ciência da computação

  • análise das necessidades dos usuários;
  • desenvolvimento de softwares e aplicativos; 
  • instalação e gerenciamento de bancos de dados;
  • venda de programas; 
  • manutenção e suporte aos usuários;
  • análise de sistemas;
  • desenvolvimento dos códigos de programação e algoritmos;
  • informatização de trabalhos realizados manualmente;
  • manutenção das redes informatizadas de uma empresa;
  • engenharia de Software e Coordenação de equipes de programadores;
  • programação de games;
  • projetos de softwares para laboratório e aplicação científica;
  • planejamento e construção de novos sistemas operacionais para os computadores.

Perfil de um cientista da comunicação

  • ter aptidão para manusear dispositivos tecnológicos; 
  • gostar de matemática e física;
  • ser curioso;
  • ter bom raciocínio lógico;
  • ser proativo;
  • estar sempre à procura de conhecimento;
  • estar ligado em novas tecnologias, novos programas desenvolvidos, novas linguagens de programação e afins;
  • ter ampla visão sobre a área da computação e TI;
  • possuir competência para projetar, desenhar, implementar e gerenciar projetos de software;
  • ter capacidade para identificar e solucionar problemas computacionais;
  • ser bom em liderar e trabalhar em equipes;
  • ter conhecimento aprofundado do inglês ou outro idioma.

O mercado de trabalho na área da Ciência da computação está em constante crescimento por acompanhar o desenvolvimento da área de Tecnologia da Informação. 

É um mercado bastante amplo, pois você pode trabalhar no setor industrial ou ser autônomo, prestando serviços para particulares ou empresas de forma terceirizada, ou também escolher a carreira acadêmica, ministrando aulas de computação para a educação básica ou em escolas de computação, e também em universidades, porém para a docência em nível superior é preciso fazer um mestrado ou doutorado.

Em relação a salário, os cientistas de dados que trabalham com TI, podem ultrapassar os R $5.000,00.

Que tal conhecer algumas áreas de atuação de um cientista da computação?

  • Análise de Sistemas – O profissional analisa os tipos de programas, elabora e cria modelos e documentos, uma espécie de manual, com os requisitos necessários para o desenvolvimento de um software.
  • Arquitetura de Software – O cientista da computação, na função de arquiteto de software, projeta as partes maiores do sistema e executa a modelagem da infraestrutura e dos sistemas que o software demanda para operar.
  • Gerência de TI – Aqui o profissional da computação coordena equipes de trabalho e faz o gerenciamento dos projetos de software.
  • Programação e Desenvolvimento de Softwares – Nessa área, o profissional atua na elaboração de programas, como gestão de recursos e materiais, além de educacionais ou jogos; tanto para computadores tradicionais como para celulares.
  • Banco de dados – Aqui o cientista da computação desenvolve programas para indexar, armazenar e proteger informações para computadores, tanto no setor público como no privado.
  • Marketing e venda – O profissional da computação trabalha diretamente na divulgação e na venda de softwares ou hardwares, e pode analisar e planejar novos produtos.

E aí, o que achou dessa área? Excelente né?!

Ainda mais se você ama tecnologia e suas funções!

Conheça mais um pouco sobre ela em uma matéria de nosso blog:

O que você está esperando para escolher Ciência da Computação?

E já aproveite para se matricular nesse curso aqui na Universidade Ibirapuera! Conheça tudo sobre ele em https://www.ibirapuera.br/graduacao/ciencia-da-computacao/

 

#insta
This error message is only visible to WordPress admins
Error: No posts found.
#facebook