5 dicas para você caprichar nos slides

Autor(a):

Fazer um trabalho na graduação é investir esforço. Você trabalha duro durante muito tempo, fica horas pesquisando em livros e na internet, compartilha e discute ideias com outros colegas e dedica mais de um dia para as famosas normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Mas não pense que só o que está impresso é o que importa. Pelo contrário, a apresentação de um trabalho é muito importante, realizada para os professores e com o objetivo de justificar o seu tema. Além da postura diante das pessoas e do modo como você gesticula, as apresentações gráficas feitas no PowerPoint, os famosos “slides”, também são avaliados.

Assim, preparamos um conteúdo bacana para que você consiga ser aprovado com nota máxima. Temos certeza que o seu trabalho é ótimo, mas uma ajudinha nos slides nunca é demais, né?

Vem com a gente!

Confira abaixo outras dicas para o seu desenvolvimento profissional:

>>>>> 5 motivos para conquistar um diploma superior

>>>>> 5 cursos para quem é de Humanas

>>>>> 5 dicas para melhorar o seu rendimento no EaD

Nada de textão

Não é necessário inserir muitas caixas de texto. Além de ficar visualmente sobrecarregado e feio, uma quantidade muito grande de textos dá a impressão de que você está inseguro (a) com relação ao seu próprio trabalho. Então, aposte em imagens de alta qualidade e palavras-chave que ajudem a alinhar o seu pensamento e a seguir com a apresentação sem problemas. Ah, e não use fontes ou tamanhos que dificultem a leitura ou que atrapalhem você de alguma forma. Uma dica? Aposte em Arial, Tahoma ou Calibri (mínimo 20), e na revisão de seu texto.

Solte a imaginação

Use e abuse da sua criatividade para criar o modelo de slide perfeito. É claro que o PowerPoint fornece modelos prontos, mas eles são bons apenas para quando você dispõe de pouquíssimo tempo. Fora isso, evite usá-los para não ficar com uma apresentação genérica e sem vida. Busque inspiração no Google ou nas redes sociais para montar um tema que seja a cara de seu trabalho. Para ninguém ficar bocejando quando a luz do ambiente for desligada, opte pelo fundo branco, ele ilumina e prende a atenção da sua plateia.

Sem exageros! 

É preciso ter cuidado na hora de animar os slides. Opte por ferramentas básicas, como as opções de “aparecer” e “desaparecer”, ao invés de encher imagens, textos e gráficos com animações. Imagine só que bagunça seria um título entrar pela esquerda, algumas palavras-chave aparecerem saltitando na tela e o próprio slide surgir pipocando. Pode ter certeza que a credibilidade de seu trabalho é questionada a partir do momento em que o excesso é a primeira coisa que se percebe na apresentação.

Por que economizar?

Falamos para você economizar no texto e não exagerar nas animações, não é mesmo? Agora é a vez de mandar brasa na quantidade de slides. Pense bem: do que adianta você encher um único slide com várias informações se é possível criar vários deles? A mudança de um slide para o outro cria um dinamismo bem bacana para a sua apresentação, além de demonstrar que o seu conteúdo pode ser explorado com diversos tópicos!

Por garantia…

Seguiu as nossas dicas, salvou os slides e já está com tudo pronto para arrasar na apresentação? Ótimo! Desejamos sucesso para você. Mas, e se acontecer algum imprevisto? Você está preparado (a)? A nossa dica é para que você trabalhe a sua capacidade de superar barreiras. Previna-se e salve os slides em diversos formatos, no computador da firma, como rascunho do seu e-mail pessoal, no pendrive e no Google Drive. Resolver essas situações é garantia de pontos positivos para os avaliadores do seu trabalho.

É isso aí. Esperamos que tenha gostado!

Conheça os nossos diferenciais e inscreva-se já:

>>>>>> Universidade Ibirapuera

#insta
#facebook