GRANDES ÁLBUNS DA HISTÓRIA DO ROCK – PARTE 04

Autor(a):

O rock começou no Brasil com a gravação de Nora Ney da música “Rock around the clock”. A sambista não seguiu carreira no gênero, mas abriu portas para o movimento da Jovem Guarda, que contava com Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Wanderléa (conhecidos como O rei, Tremendão e Ternurinha, respectivamente), Celly Campelo, entre outros. Os cantores lançaram moda com seu jeito de vestir e os homens passavam a imagem de bad-boys, que dominou a época.

Anos 1960

Já nos anos 60, o rock nacional passou por algumas modificações, ganhando um cunho mais político, com artistas renomados que passaram a expressar seu descontentamento com a ditadura por meio das músicas. Assim, surgiu o movimento Tropicália, que contava com nomes como Caetano Veloso e Gilberto Gil, Tom Zé e os roqueiros da banda Os Mutantes. Em 1970, com o afastamento da Tropicália, a banda lançou o disco A Divina Comédia ou Ando Meio Desligado, que foi um marco em sua carreira.

Anos 1970

Nos anos 1970, o destaque vai para a banda Secos e Molhados, que tinha como vocalista Ney Matogrosso, se destacando por suas apresentações performáticas. Vinda da região Nordeste, os Novos baianos encabeçaram a chamada “Invasão nordestina”, com artistas que misturavam ritmos nordestinos ao rock. A banda lançou o disco Acabou chorare em 1972, lembrado até hoje. Muitas bandas surgiram no circuito underground e obtiveram sucesso, participando de festivais inspirados em Woodstock, como O terço. Outras bandas em estilos distintos de rock também participaram desse circuito, como Sá, Rodrix e Guarabyra, Som Nosso de Cada Dia, Moto Perpétuo e Casa das Máquinas.

Anos 1980

Essa década trouxe a explosão do rock nacional, apresentando as bandas Legião Urbana, Titãs, Barão Vermelho, Os Paralamas do Sucesso, Ira!, Kid Abelha, Bikini Cavadão, entre muitas outras, vindas de diversas regiões do país. Em 1984, os irmãos Max e Igor Cavalera formaram a banda Sepultura, uma das bandas mais influentes de metal até hoje. Em 1987, já com a participação do guitarrista Andreas Kisser, a banda lançou o disco Schizophrenia e obteve grande sucesso de crítica na Europa e na América do Norte. O furor causado pelo disco fez com que fosse feita uma gravação pirata de Schizophrenia que alcançou a vendagem de mais de 30 mil cds.

Anos 1990

A MTV começou no Brasil em 1990, o que trouxe uma valorização do mercado de videoclipes. Muitas bandas começaram nessa década, entre elas, Skank, Jota Quest, Raimundos, Mamonas Assassinas, Angra e O Rappa. Os anos 1990 trouxeram mais um movimento nordestino para a cena musical do rock, o Mangue Beat, encabeçado pelas bandas Chico Science & Nação Zumbi e Mundo Livre S/A. As bandas faziam uma mistura da percussão pernambucana com guitarras pesadas. Um dos clássicos desse movimento foi o disco Da lama ao caos, lançado em 1994 por Chico Science & Nação Zumbi.

Anos 2000

O cenário underground dessa época apresentou muitas bandas ao cenário do rock nacional. Bidê ou Balde, Matanza, Dead Fish, Hateen, Gram, Ludov, Cascadura, Moptop, Forgotten Boys, Vanguart, Móveis Coloniais de Acaju, entre outras. Esse cenário se seguiu na década 2010, com bandas de indie rock e stoner rock alcançando grande sucesso, como Vivendo do Ócio, Selvagens à Procura de Lei, Vespas Mandarinas, O Terno, Boogarins, Maglore e Far From Alaska. Formada em Natal, no Rio Grande do Norte, em 2012, a banda Far From Alaska toca o stoner rock e já fez turnês internacionais. O álbum modeHuman foi lançado em 2014 e foi eleito o nono melhor disco nacional de 2014 pela Rolling Stone Brasil.

#insta
This error message is only visible to WordPress admins
Error: No posts found.
#facebook