Conheça os métodos que ajudam no atendimento aos pacientes!

Autor(a):

Você sabia que na área de saúde existem diferentes métodos de atendimento aos pacientes?

Esses métodos foram criados para auxiliar o atendimento rápido entre médico e pacientes e até mesmo em momentos de pandemia para preservar a segurança de profissionais da saúde e pessoas com sintomas da COVID-19.

Confira na matéria a seguir como funcionam esses métodos e como eles podem ajudar na relação entre médico e seus pacientes.

Confira também:

 

Conheça os métodos que ajudam no atendimento aos pacientes!!

Já percebeu que com o avanço da tecnologia, andam surgindo novos métodos de atendimento? Pois é, esses métodos ajudam não apenas os pacientes, mas também os próprios profissionais da área da saúde.

A tecnologia tem feito a medicina progredir muito. Surgiram novas técnicas, novos medicamentos e novos métodos de diagnósticos.

Isso sem falar também nos aplicativos que facilitam o acesso das pessoas às informações de saúde. Muita inovação ainda está por vir.

Com isso, esse casamento entre tecnologia e medicina parece que tem tudo para dar ainda mais certo.

Fernando Valejo, Mastologista e professor de medicina da Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE), diz que quando a tecnologia é usada corretamente e aliada ao conhecimento científico, ela proporciona melhor atendimento aos pacientes e maiores chances de cura das doenças.

Saiba quais são os benefícios

Primeiramente, se você acha que a tecnologia desumaniza o atendimento, está muito enganado!

A relação entre médico e paciente de olho no olho, é muito importante, uma premissa básica para garantir o bem-estar.

E para torná-la mais eficiente, as inovações tecnológicas vieram para agilizar o atendimento e também proporcionar um diagnóstico mais rápido e assertivo.

Atendimento mais rápido

Tudo começa na recepção, ou no caso da consulta, tudo começa no self check-in para comprovar que você compareceu no horário. Na sequência, o paciente segue para a pré-consulta.

Em seguida, é encaminhado para uma balança eletrônica que consegue aferir, por exemplo, pressão e frequência cardíaca, além do peso e altura.

Esses dados são encaminhados automaticamente para o médico que realizará o atendimento.

Consequentemente, faz com que a consulta já diminua uns 10 minutos em sua duração.

Sistema mais barato

Apesar dos investimentos em tecnologia, o acesso à inovação na área médica não fica restrito a uma pequena parcela da sociedade que pode pagar por esses benefícios.

Muito pelo contrário, as redes de centros médicos têm o objetivo de proporcionar um atendimento de qualidade e rápido com valores mais atrativos. Dessa forma, é possível pagar, por exemplo, R$ 110,00 por uma consulta ou R$ 20,00 pelo hemograma completo.

Telemedicina: Um grande método que surgiu para o auxílio entre a relação de médico e paciente

Mas afinal, o que é a telemedicina?

telemedicina é uma especialidade médica destinada a prestar serviços a distância para os pacientes.

Para isso ela utiliza aparatos tecnológicos, podendo ser utilizada por clínicas, consultórios e hospitais, tendo a intermediação feita, principalmente, por computadores, tablets, smartphones, entre outros.

Uma de suas principais características é a agilidade na troca de informações, o que possibilita realizar o acolhimento necessário para o atendimento ao paciente.

Como funciona a Telemedicina?

telemedicina permite o atendimento a pessoas de localidades distantes. Dessa forma, pessoas que moram em cidades longínquas e com pouco suporte para atendimento primário de saúde, podem receber os primeiros cuidados diante de problemas.

Assim como, podem também agendar consultas com especialistas que estejam longe de suas residências. Com isso, elas conseguem resolver seus problemas de saúde com tranquilidade e sem perder qualidade de atendimento e acolhimento.

Ajuda em momentos de ação rápida

Outra vantagem, é que esse método possibilita ao profissional conseguir intervir em situações delicadas antes que seja tarde demais — infelizmente, a falta de médicos ainda é algo comum em regiões mais afastadas, que não contam com especialistas em determinadas áreas.

Telemedicina, telelaudo e teleassistência

telemedicina possui dentro dela o telelaudo e a teleassistência. O telelaudo é a área responsável pela emissão de laudos a distância ou que são apresentados em softwares de saúde.

Isso é importante para agilizar diagnósticos e tratamentos. Também é uma forma de conforto para os pacientes.

Pense assim: se você mora no interior e vem pra Curitiba fazer um exame, caso não existisse o telelaudo, você teria que voltar para pegar o resultado.

teleassistência é a possibilidade de atendimento a distância por meio dos serviços digitais. Ela possibilita triagem, orientação de saúde, acompanhamento e monitoramento do paciente, bem como realizar consultas entre médicos para discussões de tratamentos e pedidos de segunda opinião.

Isso pode ser feito por meio de aplicativos já popularizados, como WhatsAppSkype, entre outros.

A telemedicina e o coronavírus

Além de tudo isso, a telemedicina vem auxiliando médicos e pacientes com a questão do Coronavírus. O Ministério da Saúde tem investido em soluções de telemedicina e telessaúde, como o TeleSUS.

Desde março, já estão disponíveis o atendimento pré-clínico por telefone, chat on-line e WhatsApp para a população, serviço de acompanhamento e monitoramento remoto dos casos suspeitos de COVID-19 e ainda suporte para os profissionais de saúde tirarem dúvidas.

Conheça os suportes:

  • TeleSUS: É uma estratégia de serviço de atendimento pré-clínico de saúde, que visa amplo esclarecimento da população sobre a doença e quando procurar atendimento presencial.

Fazendo com que a pessoal que possa estar contaminada fique em casa, ajudando também a evitar a superlotação em locais físicos de atendimento.

E para tirar dúvidas o Ministério da Saúde criou canais de atendimento:

  • Aplicativo Coronavírus: Nele você recebe orientações sobre como se prevenir do coronavírus, responde um questionário simples sobre a sua condição de saúde. E de acordo com as suas respostas, o aplicativo indica o melhor a fazer.
  • Chat online: acesse o site https://coronavirus.saude.gov.br/, e lá você inicia a conversa, digita todos os seus sintomas, partindo disso você saberá se vai ficar em isolamento ou se deve procurar um local de atendimento emergencial.
  • 136: ligue para este número, que por meio dele você será guiado, por meio de um menu em mensagem de voz, para as possibilidades existentes, de acordo com as suas dúvidas ou necessidades.
  • Whatsapp: Mande um “oi” no Whatsapp para ou no número: (61) 9938 – 0031, tire suas dúvidas e receba orientações.

Consultas virtuais

Outro método utilizado também é a consulta virtual. Devido às recomendações do Ministério da Saúde para prevenir e reduzir a propagação do Covid-19 e, manter a segurança do cidadão e do profissional, foi autorizado o uso das tecnologias da informação e comunicação para a realização das Teleconsultas.

Seja um profissional da saúde!

E aí, gostou de saber sobre as inovações tecnológicas em relação a área da saúde? Se você já é um profissional da saúde e quer se especializar e conhecer mais métodos, comece já uma pós- graduação nesta área!

Universidade Ibirapuera oferece 5 cursos de especialização para área da saúde. Confira abaixo quais são:

Se estiver interessado em alguma dessas especializações, acesse nosso site e faça já sua inscrição!

Gostou dessa matéria? Então, fique de olho no nosso blog para saber mais sobre outros cursos e áreas!

#insta
This error message is only visible to WordPress admins
Error: No posts found.
#facebook