#UnibEntrevista Jean Carlo Morito, ex-aluno de Fisioterapia, conquista 3º lugar em concurso público

Autor(a):

Estamos há 50 anos incentivando os nossos alunos a serem os maiores líderes do mercado de trabalho. Quando eles conquistam os próprios sonhos, gostamos de enaltecer e contar para todo o mundo.

Hoje é dia de trazer um bate-papo dividido em duas partes com o Jean Carlo Morito, ex-aluno do curso de Fisioterapia da Universidade Ibirapuera, que conquistou o 3º lugar no Concurso Público de Peruíbe, litoral de São Paulo.

Gostaríamos de agradecer a Prof.ª Christine Brumini, coordenadora de Fisioterapia, pela indicação e orientações, e ao ex-aluno e fisioterapeuta pelo tempo oferecido ao nosso #UnibEntrevista.

Confira mais entrevistas:

>>>>> #UnibEntrevista Prof.ª Maria Lucia Morrone e suas três décadas na Universidade Ibirapuera.

>>>>> #UnibEntrevista Alunos de Ciência da Computação desenvolvem app da Revista da Universidade Ibirapuera

>>>>> #UnibEntrevista Alunas de Psicologia apresentam trabalho no XX Encontro Nacional ABRAPSO

>>>>> #UnibEntrevista Prof.ª Maria Laura MacLennan fala sobre sua participação no Academy of International Busines

>>>>> #UnibEntrevista Prof.ª Camila Forcellini fala sobre o WASM Congress (Chile)

PARTE I – Graduação na Universidade Ibirapuera

Quando você decidiu que gostaria de ser fisioterapeuta?

A minha vó Ana sempre disse que eu tinha jeito para cuidar de pessoas, então, após terminar o ensino médio e pesquisar as profissões, me encantei pela ideia de ser fisioterapeuta e devolver a qualidade de vida para as pessoas.

O que atraiu você na Universidade Ibirapuera?

Além de ser perto da minha casa e facilitar no transporte, eu tinha familiares que já estudavam na instituição e a indicaram.

Quais foram os principais desafios durante a sua graduação?

No último ano tem o estágio, o maior desafio da graduação. É quando você tem que reunir tudo o que aprendeu na teoria para usar na prática. Na época eu pedi demissão do meu trabalho para conseguir me dedicar inteiramente ao curso. É bem difícil esse período, porém, é o momento em que você mais aprende e começa a sentir o que é ser um fisioterapeuta.

O que mais você gostou de aprender com a matriz curricular do curso?

Eu sou suspeito para falar da Fisioterapia, por ser apaixonado pela profissão. São diversas áreas interessantes que dificultam uma única escolha, mas entre elas estão a fisiologia do sistema respiratório, sistema cardiovascular e o estágio de reabilitação ortopédica.

O que você destacaria como diferenciais do curso de Fisioterapia da UNIB para outras instituições?

A grade de professores é excelente. A grande maioria tem uma ótima bagagem e está sempre disponível para auxiliar nas dúvidas dos alunos. Além disso, a instituição possui uma boa estrutura, com uma Clínica de Fisioterapia e uma piscina para ser realizada a Hidroterapia.

Você já tem experiências na área?

Sim. Quando terminei a graduação, fiquei em 4º lugar e ganhei uma bolsa para fazer a Pós-Graduação em Fisioterapia Hospitalar, no Hospital e Maternidade São Cristóvão. O hospital oferece seis bolsas por ano para se aperfeiçoar na prática e na teoria com o grande Prof. Giulliano Gardenghi. Após finalizar a especialização, ganhei uma oportunidade para atuar como fisioterapeuta no hospital.

Como os docentes do curso de Fisioterapia o ajudaram em suas conquistas?

Como já citei, a grade de docentes da UNIB é excelente, fruto de um grande trabalho da coordenadora do curso Prof.ª Christine Brumini. Mas quero deixar um agradecimento especial ao Prof. Wladimir Musseti Medeiros, que já está há anos na instituição e continua disposto a contribuir para que seus alunos se tornem ótimos profissionais e, acima de tudo, ótimos seres humanos.

PARTE II –  Concurso Público após a Universidade Ibirapuera

Após a graduação, por que você optou em fazer um concurso público?

Além dos benefícios de exercer um cargo de funcionário público, a saúde pública precisa de profissionais que estão dispostos a elevar o nível de atendimento, com ética e conhecimento.

Por que você escolheu o concurso de Peruíbe?

Por gostar do litoral e estar perto da minha família ao mesmo tempo.

Como foi a preparação para o concurso?

A prova era composta de Conhecimentos Específicos, Saúde Pública e Português. Eu preferi focar mais em estudar Saúde Pública, tema que eu tinha mais dificuldades. Também fui atrás dos cadernos para relembrar os conteúdos da UNIB e baixei um aplicativo para treinar questões para concursos.

Qual foi a sensação de ficar em 3º lugar?

É um misto de surpresa, felicidade e gratidão. Felicidade por estar colhendo frutos da área a qual me dediquei muito, e gratidão a Deus, porque toda honra e toda glória são dEle, por me dar força e saúde para correr atrás dos meus objetivos. Além disso, minha enorme e eterna gratidão à minha mãe Eliana Morito Pereira e ao meu pai Antonio Carlos Pereira, por sempre acreditarem e me apoiarem em qualquer situação, e a minha futura esposa Mariana Bernardo, que se formou como fisioterapeuta na mesma turma que eu, e me completa de todas as formas possíveis.

Quais serão os seus próximos passos?

Só Deus sabe. Mas pretendo participar e elaborar projetos sociais com crianças e jovens da periferia, para que elas tenham oportunidades de mudar de vida através dos estudos, como eu tive.

Quais conselhos você daria para o aluno da UNIB que também gostaria de prestar um concurso público após a graduação?

Nunca pare de se atualizar através dos estudos. Temos uma ótima estrutura, ótimos professores e a tecnologia ao nosso alcance. Ou seja, temos tudo para conquistarmos os nossos objetivos, independente de onde viemos. Nasci e cresci na periferia de São Paulo, e hoje tenho plena convicção que através de Deus e da força de vontade podemos transformar nossos sonhos em realidade.

Tem algo mais que você gostaria de destacar?

Queria deixar uma mensagem para os futuros fisioterapeutas que estão se formando ou pensando em cursar Fisioterapia. A área da saúde é muito difícil e demanda muito tempo da sua vida, além disso, precisamos ter em mente que as pessoas confiam no nosso conhecimento e no nosso potencial para ajudá-las, gerando uma grande responsabilidade para nós. Porém, é maravilhoso poder ser um instrumento de Deus para melhorar a qualidade de vida de quem precisa. É um dom, então acredite em si mesmo e se prepare para recebê-lo.

Esperamos que tenha gostado! =D

Conheça os nossos diferenciais e inscreva-se já:

>>>>> Fisioterapia 

#insta
This error message is only visible to WordPress admins
Error: No posts found.
#facebook