Direto da cozinha: 5 alimentos que combatem a ansiedade

Autor(a):

A ansiedade é um distúrbio psicológico que afeta milhares de brasileiros. Combater essa condição em tempos de isolamento social não é tarefa fácil, pois o excesso de preocupação com as medidas preventivas interfere na saúde mental e física.

Além de dedicar um pouco do seu tempo #EmCasa para atividades físicas, especialistas recomendam que você invista em uma alimentação balanceada durante a quarentena. Por exemplo, alguns alimentos diminuem o estresse, combatem a ansiedade e deixam você mais tranquilo para enfrentar o que o mundo está vivendo.

Então, seja fazendo home office ou desenvolvendo suas habilidades durante o Ensino Remoto, deixe de lado as guloseimas e invista nas dicas abaixo

Leia também: 

#FiqueEmCasa: 5 apps para você relaxar

10 filmes para quem é da área da saúde assistir durante a quarentena

Siga as nossas dicas e não perca o ritmo dos estudos em casa

Frutas vermelhas

Que tal aderir ao vermelho nas suas refeições diárias? As frutas com essa cor são antioxidantes e reduzem os níveis de cortisol, principal hormônio do estresse, combatendo a ansiedade acumulada durante a quarentena. Além de deliciosas, elas também são ricas em vitamina B, ferro, cálcio, fibras e outros nutrientes que auxiliam, por exemplo, nas doenças do coração. Aposte nas amoras, framboesas, cerejas, morangos, groselhas e muitas outras. 

Espinafre

Além de rico em magnésio, o espinafre possui ácido fólico. A partir dele, o organismo produz uma substância chamada metilfolato, um cofator (elemento necessário para a realização de uma função enzimática) importante para a produção de outras substâncias neurotransmissoras, como a serotonina e a dopamina, que em baixas concentrações no organismo podem estar associadas a quadros de depressão. Invista em outros alimentos com ácido fólico: feijões, aspargos e lentilhas são excelentes opções.

Peixes

Ricos em ômega-3, uma substância que auxilia na função cognitiva, os peixes (salmão, sardinha, arenque, entre outros) também são fontes do aminoácido triptofano. Além de aumentar a produção de serotonina, o aminoácido reduz a ansiedade durante o cenário que estamos vivendo. Veja outras opções: banana, queijo, carnes brancas e magras e ervilhas. 

Sementes oleaginosas

Gosta de castanha de caju, nozes, avelãs, chia, amêndoas, pistaches e outras sementes oleaginosas? Além de serem ricas em proteínas, vitaminas e gorduras insaturadas, elas possuem componentes que diminuem a ansiedade, como o magnésio que auxilia na fabricação de serotonina. Só tome cuidado: elas são fontes de gordura, ou seja, ingerir em excesso pode ocasionar ganho de peso.

Frutas cítricas

Você sabia que a vitamina C também reduz os níveis de cortisol, auxiliando numa quarentena mais tranquila e sem muitas preocupações? O consumo diário de frutas cítricas também traz outros benefícios, como o bom funcionamento do sistema nervoso. Olha só quantas opções: laranja, limão, tangerina, abacaxi, caju, uva e muitas outras.

O que evitar?

Sabemos que o autocontrole é complicado de alcançar, mas não descarregue toda a ansiedade do isolamento social na geladeira. Assim, evite alimentos com alto teor de gordura questionável, como os fast foods, doces em geral, açúcar (escolha aqueles com menos processamento, como o mascavo e o demerara), bebidas alcoólicas, refrigerantes, sucos industrializados (os famosos “sucos de saquinho”), alimentos compostos por farinhas refinadas, como bolos, biscoitos e pães, entre outros.

Esperamos que o nosso conteúdo de hoje seja eficaz para você. Ao longo das próximas semanas, fique ligado (a) no blog da Universidade Ibirapuera para ler mais dicas envolvendo o nosso cenário atual.

#insta
#facebook
WhatsApp chat