Direto da História: 5 curiosidades sobre Marie Curie

Autor(a):

No período em que a ciência era comandada por homens, a polonesa Marie Curie (1867-1934) cravou sua marca e realizou grandes feitos. Em 2018, a BBC History elegeu a cientista como a mulher mais influente da História. 

Leia também:

Estudo Remoto: 5 habilidades que você desenvolve estudando em casa

Sessão Cinema em Casa: 5 filmes para quem é da área de exatas

10 filmes para quem é da área da saúde assistir durante a quarentena

Referência no ramo da radioatividade, ela também é um exemplo a ser seguido. Assim, fizemos uma compilação de curiosidades para você descobrir um pouco mais sobre Marie Curie e sua importância mundial.

Confira abaixo:

Parceria de uma vida

Administrar a vida pessoal com o sucesso profissional não é tarefa fácil, mas o casal Marie e Pierre Curie conseguiu. Pierre Curie foi um físico francês especialista em vários ramos além da radioatividade, como o magnetismo e a cristalografia. Maria Curie nasceu na Varsóvia (Polônia), em 1867, mas fez história quando mudou para a França. Juntos identificaram dois dos elementos mais importantes para a radioatividade, e que fariam parte da tabela periódica: o rádio e o polônio.

Prêmio em dobro

A cientista conquistou dois prêmios Nobel, a única mulher na história a ter essa honra em dobro. O Nobel de Física foi entregue em 1903, em conjunto com o seu marido, pelos resultados das pesquisas envolvendo a radiação. No mesmo ano ela recebeu o doutorado em ciências. Em 1911, o Nobel de Química foi entregue em decorrência das suas pesquisas no ramo da química, principalmente com os elementos radioativos e seus compostos.

Admirador conhecido

Marie Curie precisou enfrentar de queixo erguido muita difamação da imprensa e de seus colegas cientistas. Felizmente, ela contava com pessoas que a admiravam e apoiavam suas pesquisas. Uma dessas pessoas era Albert Einstein (1879-1955), físico responsável pelo desenvolvimento da teoria da relatividade geral, que a conheceu em 1911, na Conferência de Solvay, em Bruxelas.

Um fim sem volta

Infelizmente, os perigos de manusear materiais radioativos eram desconhecidos para Marie Curie e seu marido. Assim, em 1934, aos 66 anos de idade, a cientista morreu em decorrência de uma leucemia. Inclusive, até hoje as suas anotações continuam contaminadas pela radiação e só podem ser manipuladas com proteção. Pierre Curie morreu um pouco antes, em 1906, mas de um acidente de carruagem.

Adaptação cinematográfica

Além do filme “Madame Curie” lançado em 1943, teremos uma nova adaptação cinematográfica sobre a vida de Marie Curie. Ainda este ano, veremos a atriz Rosamund Pike em “Radioactive”, retratando as lutas e descobertas da cientista. O novo filme é baseado no livro “Radioactive: Marie & Pierre Curie: A tale of love and fallout”, de Lauren Redniss.

Fique ligado (a) no blog da Universidade Ibirapuera para mais conteúdos.

#insta
This error message is only visible to WordPress admins
Error: No posts found.
#facebook